Maioria das empresas não tem ações de diversidade

“Embora cerca de 80% das empresas têm programas voltados a mulheres, e metade se esforça para atrair funcionários LGBTQIA+, apenas um terço das empresas indica ter ações ou programas voltados para funcionários com condições socioeconômicas menos aceitas”, diz o relatório.

O estudo, intitulado “Diversidade socioeconômica no ambiente de trabalho”, aponta que, nos últimos anos, as empresas da América Latina se tornaram mais inclusivas e equitativas em relação a grupos historicamente sub-representados, tais como mulheres, pretos, pardos, amarelos e a comunidade LGBT+.

Ações voltadas para esse público podem contribuir para o bem-estar dos funcionários no local de trabalho. Segundo a pesquisa, 39% dos trabalhadores de empresas comprometidos com ações de equidade e inclusão afirmam estar muito felizes em seu emprego. Por outro lado, apenas 11% dos profissionais de locais que não desenvolvem programas de diversidade relatam níveis semelhantes de satisfação.

Para além da maior satisfação relatada pelos funcionários, a promoção da diversidade socioeconômica pode trazer benefícios de longo prazo para as empresas e para a sociedade em geral.

“Ao promover o acesso e a inclusão de pessoas com condições menos favoráveis, as empresas podem contribuir para aumentar as chances de mobilidade social ascendentes”, acrescenta.

O estudo alerta de que a preocupação com a inclusão não pode ocorrer apenas na etapa de treinamento.

Segundo a pesquisa, apenas 35% dos funcionários com condições socioeconômicas menos garantir ter inglês básico ou avançado, ante 66% dos funcionários com condições mais seguras.

Por isso, o relatório diz que é preciso investir em ações de capacitação da força de trabalho, como oferecer cursos de idiomas e de softwares específicos, a fim de ajudar os funcionários a desenvolver essas habilidades depois de contratados.

“A verdade é que a proficiência em um segundo idioma não é uma medida da capacidade do candidato, mas sim, do acesso a oportunidades”, afirmou à McKinsey o diretor de equidade e inclusão de uma empresa de tecnologia.

Acompanhe nosso blog para mais noticias como essa.

Compartilhe nas redes sociais:

Você pode se interessar:

Lei da Igualdade Salarial: homens e mulheres na mesma função devem receber a mesma remuneração

Além de salários iguais, a Lei 14.611/23  prevê  a divulgação de relatórios, a promoção de inclusão e o incentivo à

Com ESG contabilidade passa a ganhar novos contornos
ESG

Mercado vê profissionais como aliados para garantir que as empresas operem de forma responsável. A sustentabilidade é tema atual na

Nossos Patrocinadores

Bonvicino e Barbosa Advogados
Ana Luiza de Sá
Legal Control
Ethquo
2PAR Consultoria
AZM Advogados Associados

Seja um colunista

Junte-se ao time de colunistas apaixonados e comprometidos, que fazem parte desse movimento de compartilhamento e aprendizado, enriquecendo a jornada de todos que nos acompanham. 

Junte-se a nós!

Inscreva-se e receba nossa newsletter:

Academy Plus

Conheça o streaming da Democratizando!

Edit Template

Seja um colunista!

Vamos juntos enriquecer a jornada de todos que nos acompanham?