Pesquisar
Close this search box.
Democratizando

3 formas de usar o ChatGPT no processo comercial

Toda tecnologia tem seu poder, mas também possui suas limitações. Conseguir alcançar clientes ao redor do mundo com o avanço digital não é a mesma coisa que dominar o uso da tecnologia a nosso favor nas vendas. Simplesmente copiar e colar se torna fácil e ineficaz.

Portanto, compreender como utilizar a inteligência artificial no processo comercial, vai além de apenas utilizar o ChatGPT e outras tecnologias para criar scripts.

Aliás, recomendamos que evite essa abordagem e descubra maneiras mais eficientes de aproveitar a tecnologia para vender.

Usando inteligência artificial para tarefas repetitivas

Clientes precisam de ajuda, e quem sabe dar atenção a eles, vende mais. Antes da compra ou depois da compra, é muito comum parar de vender para dar algum tipo de suporte aos prospects mais perdidos ou clientes que precisam tirar dúvidas pontuais.

Automatizar tarefas repetitivas como responder perguntas frequentes por meio de chatbots, liberar tempo do tempo para realizar tarefas mais complexas e gerar insights a partir das respostas. Quando colocamos inteligência artificial nos softwares de relacionamento com o cliente (CRM), participamos automatizar alguns tipos de relaxamento como enviar e-mails e Whatsapps para clientes.

Caso seja necessário personalizar mais o contato, podemos usar tarefas de acompanhamento que gerem seguidos para que você mesmo retorne contato com um cliente ou prospect, de forma pró-ativa e natural.

Interface, realidade virtual e inteligência artificial

O avanço do 5G, internet que será até dez vezes mais rápida que o 4G, irá tornar mais fácil a utilização da realidade aumentada ou virtual em versões de vendas mais impactantes. Quando temos uma experiência imersiva, participamos tangibilizar aplicações de uso e até mesmo evitar, antecipar, ou resolver objeções.

Em compras complexas, seria como uma empresa de engenharia que debate o projeto de construção de uma indústria, algo que envolve processos, decisões, gestão de riscos, debate deste projeto usando uma maquete virtual.

No mercado B2C (venda de empresa para consumidor) o segmento de moda já vem utilizando realidade aumentada e virtual para vender mais há alguns anos: aplicativos e recursos em site usam realidade aumentada para clientes poderem testar, por exemplo, uma combinação de roupas ou acessórios sem ter que vesti-los fisicamente.

Diversos setores do varejo, podem se beneficiar com o uso de ferramentas de inteligência artificial como o ChatGPT. 

Um assistente e treinador ao mesmo tempo

Tenha um assistente que tome notas das reuniões, forneça insights, dados da indústria ou mercado do cliente em tempo real, analisando sentimentos.

Em vez de ficar horas e horas estudando uma conta, a inteligência artificial pode fornecer um resumo do seu cliente e insights acionáveis ​​sobre o que você pode melhorar para contornar objeções, estratégias que funcionam melhor durante reuniões e em tempo real, avaliam sentimentos e expressões para te ajudar a conduzir uma venda de sucesso. À medida que esse assistente virtual fornece insights, aprende com seu feedback o que mais funciona para você e se torna mais preditivo.

Então, pense que comportamentos que normalmente fazem você perder uma venda, por exemplo, o que você faz que contorna a objeção do cliente quando ele diz que precisa pensar mais sobre o assunto? Teste, aprimore, e seja lembrado enquanto fala com o cliente sobre o que deve fazer para não perder de vista os melhores colaboradores e contratos.

Com ajuda da tecnologia você pode se tornar uma espécie de gestor de experiências, mais analítico, e ajudar em tarefas administrativas. Mesmo em vendas físicas, integrando softwares internos para garantir mais sinergia entre estoque, venda e entrega.

Robôs não foram feitos para nos substituir, até o momento pelo menos. Muito mais do que criar mensagens – e eu quase não uso inteligência artificial para isso – criar insights acionáveis, automatizar tarefas repetitivas e ajudar a lembrá-lo de detalhes enquanto nos preocupamos em criar conexões verdadeiras.

Por mais que processos de compra estejam mais digitalizados, as pessoas fazem piadas, constroem relacionamentos, se interessam, e se importam umas com as outras. Cada vez mais excelentes vendedores precisarão usar essas ferramentas para ajudá-los a serem mais assertivos e se concentrar em ter uma relação mais próxima de seus clientes. O toque humano tem muito valor, mas aprender a extrair mais da tecnologia, será cada vez mais fundamental para o sucesso em vendas.

Fonte Original: TecMundo  Imagem: Freepik

Compartilhe nas redes sociais:

Receba todas as novidades:

Edit Template